quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Evo desfalca o time

O presidente da Bolívia, Evo Morales, passou por uma cirurgia no joelho devido a uma tendinite. O político é apaixonado por futebol e costumava praticar o esporte uma vez por semana, em partidas amistosas. A previsão dos médicos é que ele possa voltar aos campos em três meses.

Dias atrás, enquanto ainda estava internado em uma clínica em Cochabamba, Evo recebeu a visita da ministra espanhola de Assuntos Exteriores, Trinidad Jiménez. Ao lado da bela política, parece que ficou bobo e, entre sorrisos, fez piadas de mau gosto. Disse que vai voltar a jogar, mas dessa vez sem joelhadas.

Ele se referia à agressão contra um adversário durante um jogo amistoso no mês passado. O presidente sofreu falta cometida por Daniel Cartagena, zagueiro da equipe da prefeitura de La Paz (que pertence ao partido de oposição) e revidou com uma joelhada nos testículos do adversário.

Na ocasião, Morales deu a entender que Daniel o provocou querendo ser agredido. Por causa da falta, o presidente chegou a ficar alguns dias de repouso. No entanto, a operação no joelho nada tem a ver com a falta sofrida, segundo boletim do Governo.

Morales, de 51 anos, é mais um dos tantos apaixonados por futebol que estourou o joelho. Porém, carente de espírito esportivo e sangue de barata, esse tempo lesionado só poderá trazer benefícios ao atleta de fim de semana mais famoso da Bolívia.