segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Lula no FSM

O ex-presidente Lula está no primeiro compromisso internacional depois de deixar o Palácio do Planalto. Ele é uma das grandes estrelas do Fórum Social Mundial, que este ano acontece em Dacar, no Senegal.

Ao chegar, Lula se reuniu com a líder socialista francesa Martiny Aubry e defendeu que o mundo precisa de um novo modelo de desenvolvimento e de regulação financeira.

Com aquele jeito Lula de ser que só ele tem, ainda brincou dizendo que a vida de ex-presidente é melhor que a de presidente e pregou uma mulher na presidência da França, assim como Dilma no Brasil. O fato é que o brasileiro está sendo recebido e tratado com status de grande líder da esquerda mundial, uma espécie de guru para países que ainda engatinham no processo de combate a miséria e distribuição de renda.

O Fórum Social Mundial, que este ano completou 10 anos e nasceu em Porto Alegre, é uma reunião anual antiglobalização. A edição de 2011 coincide com os protestos populares no mundo árabe. O FSM começou domingo com uma passeata de milhares de pessoas e, entre elas, estava o presidente da Bolívia, Evo Morales.