terça-feira, 22 de março de 2011

Hugo Chávez, amigo dos marcianos

Hugo Chávez, presidente da Venezuela, foi o assunto do dia no Twitter. Tudo porque o político fez uma inusitada declaração neste 22 de março, Dia Mundial da Água.

Tentando alertar o mundo para a escassez de recursos naturais e, principalmente, para os culpados por isso, Chávez disse que a vida pode ter sido extinta em Marte por culpa do capitalismo.

Segundo a agência de notícias Reuters, a frase do presidente venezuelano foi: "Eu sempre digo, e ouço, que não seria estranho se tivesse existido uma civilização em Marte, mas talvez o capitalismo tenha chegado lá, o imperialismo chegou e acabou com o planeta".

Por essa suposição, foi chamado de louco e até teve a saúde mental questionada. Para mim, houve um erro de interpretação geral. As pessoas lerem a frase do presidente literalmente, esquecendo de buscar nas entrelinhas o alerta que ele quis fazer.

Pode até ser que Chávez acredite que existiu vida em Marte e que ela foi extinta pelos próprios marcianos. E daí? Ninguém pode provar que não foi assim.

Vejo nas palavras do impagável Hugo Chávez um alerta sério - talvez exagerado - com objetivo de chamar a atenção para um problema real.