sexta-feira, 8 de abril de 2011

Eleições no Peru: candidatos encerram campanhas

Os candidatos à presidência do Peru encerraram na noite de quinta-feira suas campanhas eleitorais. No próximo domingo, os peruanos vão às urnas para eleger o próximo presidente, que terá mandato de cinco anos, além de escolher 130 novos parlamentares.

De acordo com pesquisas divulgadas somente para a imprensa estrangeira, o candidato da coligação Ganha Peru, Ollanta Humala, está na frente. Keiko Fujimori, filha do ex-presidente Alberto Fujimori, é a favorita para ir para o segundo turno. No entanto, nada está definido. O ex-presidente Alejandro Toledo e o economista Pedro Pablo Kuczynski estão empatados em terceiro lugar, segundo as pesquisas. Mais atrás está o ex-prefeito de Lima Luis Castañeda.

Humala escolheu a cidade sulina de Arequipa para falar a cerca de 10 mil simpatizantes e fechar a campanha. Criticou o sistema econômico do país e a má distribuição de renda.

Os outros candidatos escolheram a capital, Lima, para fazer o último pedido de votos. Keiko Fujimori reuniu 20 mil pessoas para dizer que "grande parte do reconhecimento que recebe se deve à lembrança do que o seu pai, Alberto Fujimori, fez pelo país. Em Abril de 2009, o pai dela foi condenado a 25 anos de prisão por violações dos direitos humanos enquanto esteve no poder, entre 1990 e 2000.

O ex-presidente Alejandro Toledo falou para 10 mil eleitores e, apesar da recente queda nas pesquisas, recebeu apoio do prêmio Nobel de Literatura 2010, Mario Vargas Llosa, e do ex-secretário-geral da ONU Javier Pérez de Cuéllar. No discurso, Toledo repetiu que seus eleitores não deveriam se arriscar, em alusão ao risco de perder votos para Humala ou Keiko Fujimori, que são vistos como os candidatos "anti-sistema".

O contraste com estes comícios grandes foi o do economista Pedro Pablo Kuczyinski, que reuniu cerca de duas mil pessoas na Praça San Martín. Ele voltou a dizer que é o candidato mais preparado para manter o atual nível de crescimento e de investimento. Antes de falar isso, porém, o candidato presenteou seus eleitores com um pequeno show de flauta transversal.

Veja em vídeo: