quinta-feira, 14 de abril de 2011

Mubarak fazendo o Fujimori

O ex-presidente do Egito, Hosni Mubarak, sofreu um ataque cardíaco justamente durante um interrogatório. A informação é da TV estatal egípcia. Agora, o ex-ditador repousa em um hospital e, segundo fontes, o estado de saúde dele é estável.

Na quarta-feira, Mubarak e seus dois rebentos foram detidos e levados para a penitenciária de Tora, na cidade do Cairo, onde ele mesmo costumava trancafiar os presos políticos do seu regime. Ele ficará pelo menos 15 dias em detenção no hospital onde está internado enquanto as autoridades aguardam que a saúde do político, de 82 anos, melhore um pouco para continuar os interrogatórios. Mubarak é acusado de usar a violência contra os manifestantes que exigiam sua saída no início deste ano. Os protestos terminaram com mais de 800 mortos.

Um ditador no banco dos réus passar mal e adiar o julgamento, ou interrogatório, não é novidade. Em 2007 e 2008, o ex-presidente peruano Alberto Fujimori (1990 a 2000) era julgado por violação dos direitos humanos e teve supostos problemas de saúde inúmeras vezes. Em 2009 foi condenado a 25 anos de prisão.

Vamos acompanhar.