quinta-feira, 27 de outubro de 2011

10 motivos para agradecer a Néstor Kirchner

Nesta quinta-feira uma mescla de dor e esperança toma conta dos argentinos. Enquanto lembram o primeiro ano da morte do ex-presidente Néstor Kirchner com lágrimas nos olhos, também esboçam um sorriso de satisfação ao recordar o legado que o político deixou.

As homenagens se multiplicam. Em Río Gallegos, a presidenta CFK inaugurou o mausoléu em homenagem a Kirchner. Aqui na capital federal, uma estátua do ex-presidente foi inaugurada na Praça do Congresso. Cada cidadão também busca homenagear do seu modo o "pinguim". Nas redes sociais, a hastag "#GraciasNestor" é o assunto mais comentado no Twitter. Caminhando pela rua não é difícil ver bandeiras argentinas nas janelas dos apartamentos. Kirchner é onipresente. Por todo o lado, vejo cartazes com o rosto do ex-presidente e a famosa foto do casal K abraçado, que lembra muito Perón e Eva.

Mas por que os argentinos idolatram Néstor Kirchner? Não é difícil de explicar. Segue uma lista de 10 motivos para agradecer ao pinguim:

1 - Direitos Humanos: unica e exclusivamente pela coragem de Néstor Kirchner os torturadores da ditadura argentina estão pagando pelos crimes que cometeram! Ao assumir a presidência em 2003, a primeira coisa que ele fez foi suspender o perdão dado aos militares por Menem. Assim, os milicos agora estão sendo julgados e condenados pela justiça comum.

2 - FMI: Em dezembro de 2005, Néstor Kirchner se livrou de uma pedra no sapato da economia argentina. Pagou de uma vez só a dívida com o Fundo Monetário Internacional e livrou o país dessas amarras.

3 - Reforma da Justiça: Também logo após assumir, Kirchner eliminou uma regra que dava ao presidente da Argentina o poder de nomear quem quisesse para a Corte Suprema. Desde então, os magistrados precisam passar pela aprovação popular e do Senado.

4 - ALCA: O ano era 2005 e o lugar era Mar del Plata. O convidado especial da cúpula das américas eram ninguém mais, ninguém menos que o presidente dos Estados Unidos George W. Bush. Nessa época, Bush tentava de todas as formas criar a ALCA, Área de Livre Comércio das Américas, que favorecía o seu país, mas representava uma séria ameaça para a soberania dos países latino-americanos. Com Bush olhando, Kirchner simplesmente disse um sonoro e aplaudido NÃO.

5 - UNASUL: Foi o ex-presidente argentino o principal impulsor da criação da Unasul, organização que comandou em 2010.

6 - Paz: Foi Néstor quem evitou uma guerra entre a Venezuela e a Colômbia. Como secretário-geral da Unasul, chamou Hugo Chávez e Juan Manuel Santos num canto e fez os dois presidentes assinarem um acordo para evitar um conflito armado.

7 - Igualdade: Néstor foi um dos principais incentivadores da Lei de Matrimônio Igualitário, aprovada no ano passado. Essa lei permite o casamento entre casais gays e foi vista por todo o mundo como um dos mais sérios avanços da Argentina.

8 - Democratização da imprensa: Néstor e Cristina declararam guerra ao monopólio do Grupo Clarín e conseguiram aprovar a chamada Lei de Meios, que estabelece limites para os grandes grupos de comunicação e possibilita a existência de meios comunitários.

9 - Economia: NK defintiivamente arrumou a casa. Vocês lembram como estava a Argentina em 2001, né? Naquela época era impossível imaginar que hoje, 10 anos depois, o país estaria crescendo a quase 10% ao ano. Kirchner recuperou a economia do país, estatizou empresas e distribuiu renda.

10 - Esperança: a coragem de Néstor Kirchner para fazer grandes mudanças que país precisava depois do desastre de 2001 foi a grande responsável pela recuperação da esperança e do sentimento de união que existe hoje na Argentina. Nasceu o "kirchenerismo", que envolve muito mais o jovens na política e isso, no futuro, com certeza vai fazer uma enorme diferença.

Este pequeno post não pretende ser uma manual, muito menos uma cartilha e nem uma lista de argumentos para defender Néstor Kirchner. Não pretendo escrever aqui informações detalhadas, nem bancar um professor de kirchenerismo porque não estou apto para isso. Só quero deixar registrado muito mais o que sinto do que o que sei. Desconsiderem, por favor, alguma falta de informação, explicação ou dado preciso. Para isso vocês têm o Google.