sábado, 15 de outubro de 2011

ELEIÇÕES ARG: CFK quer sossego na reta final da campanha

Líder nas pesquisas, só um desastre pode tirar a vitória já no primeiro turno da atual presidenta da Argentina Cristina Fernández de Kirchner. É justamente por medo disso que, mesmo antes dos problemas de saúde e do falecimento do marido de Alicia Kirchner (cunhada de Cristina), a presidenta se recolheu e evita promover grandes atos na reta final da campanha.

O jornal La Nación noticia, por exemplo, que Cristina ordenou ao governador de Buenos Aires, Daniel Scoli, que cancelasse um ato de campanha previsto para este sábado. A regra é clara para os kirchenistas: evitar grandes aglomerações de público na última semana da campanha eleitoral.

Cristina Kirchner navega numa lagoa, sem enfrentar quase nenhum problema, rumo ao segundo mandato como presidenta. E ela quer evitar que tempestades programadas possam atrapalhar os seus planos de vitória já no próximo dia 23.