sexta-feira, 14 de outubro de 2011

ELEIÇÕES ARG: Quem são os candidatos a presidência da Argentina?

Saiba quem são os candidatos nas eleições presidenciais do próximo domingo, dia 23 de outubro, na Argentina:

Cristina Kirchner: atual presidenta, foi eleita em 2007 depois de 4 anos de mandato do marido, Néstor Kirchner, que morreu no ano passado. Até agora, é favorita e aparece em todas as pesquisas com mais de 50 por cento das intenções de voto.

--------------------------------------

Ricardo Alfonsín: advogado, professor e atualmente deputado, Alfonsín é o candidato pela Unión Cívica Radical. Ele é filho do ex-presidente argentino Raúl Alfonsín, que morreu em 2009. Nas primárias (etapa da eleição que elimina os candidatos que não atingem 1,5% dos votos), ficou em segundo lugar, com 12%. Nas últimas pesquisas caiu para a terceira posição com cerca de 10%.

--------------------------------------

Eduardo Duhalde: ele já teve o gostinho de presidir o país de janeiro de 2002 a maio de 2003. Duhalde é um típico político que o passado condena, pois foi vice-presidente na chapa do famoso Carlos Menem (o Maluf argentino). Assumiu a presidência no período mais crítico da Argentina e nada conseguiu fazer. Nas primárias ficou com 12% dos votos e nas pesquisas caiu para a quinta posição (em algumas) com 7%.

--------------------------------------

Hermes Juan Binner: atual governador de Santa Fé, pelo Partido Socialista, é o candidato que mais cresceu desde as primárias. Ficou em quarto lugar, com 10% dos votos e, agora, nas pesquisas, aparece em segundo com cerca de 14%, ainda longe de ameaçar Cristina.

--------------------------------------

Alberto Rodríguez Saá: com 8% nas primárias, segue com a mesma porcentagem nas últimas pesquisas. É advogado e atual governador de San Luis desde 2003. É de uma família tradicional dessa província, os Rodríguez Saá e tem na árvore genealógica o revolucionário Juan Saá.

--------------------------------------

Elisa 'Lilita' Carrió: deputada, Lilita é obstinada em ser presidente da Argentina. Fundou um partido, o Coalición Cívica e já foi candidata em outras duas ocasiões. Em 2003 perdeu para Kirchner e teve cerca de 14% dos votos. Em 2007 perdeu para Cristina e teve impressionantes 23% dos votos. Para azar dela, na última pesquisa aparece só com 2% e, apesar de mulher e de persistente, não deve ameaçar ninguém.

--------------------------------------

Jorge Altamira: 2,4% dos argentinos votaram no comunista Altamira para presidente da Argentina. Esse é outro persistente e, para facilitar, podemos compará-lo com o Rui Pimenta, do PCO, que sempre é candidato nas eleições presidenciais do Brasil. É o principal nome do Partido Obrero, dos trabalhadores. Preparado, fala português, francês, inglês, italiano e, claro, espanhol. Na última pesquisa apareceu com 1,8%.

--------------------------------------

Nas primárias, três candidatos não chegaram a 1,5% dos votos e, por isso, foram eliminados: Alcira Argumedo, Sergio Pastore e José Bonacci.