terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Evo e o mar

O presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou esta semana que não pretende seguir dialogando com o Chile por mais 130 anos para ter uma saída para o mar. O presidente disse que pretende recorrer ao tribunal de La Haya para que se revise o tratado de limites de 1904.

Para ela, a perda do trecho que saída para o mar para o Chile foi injusta e imposta a baixo de pressões políticas. Na chamada Guerra do Pacífico, entre 1879 e 1884, a Bolívia entregou ao Chile sua província litoral, com 400 quilômetros de costa e 120 quilômetros quadrados de território.

Isso me lembra aquela velha piada, ressuscitada e atualizada nesses tempos de protestos de estudantes no Chile. Diz que Sebástian Piñera encontrou Evo Morales e perguntou: “Evo, porque você tem Ministério da Marinha?”. Evo respondeu: “Pelo mesmo motivo que você tem Ministério da Educação...”