quarta-feira, 2 de maio de 2012

O inferno astral da Espanha

A Espanha vive um verdadeiro inferno astral: economia em crise, recessão, nível de desemprego subindo, crise na família real, Barcelona e Real Madrid eliminados da Champions, estatização da YPF pela Argentina e, agora, outra estatização, dessa vez pela Bolívia, de uma empresa de eletricidade até então controlada pelo grupo Rede Elétrica Espanhola.

As relações ficaram estremecidas com países da América Latina num péssimo momento para a Espanha. Com a crise, o país precisa mais do que nunca dos parceiros fora da Europa.

Provavelmente foi por isso que, no calor das reações pela estatização da YPF, as autoridades espanholas chegaram a pedir a suspensão dos negócios com o Mercosul, mas voltaram atrás dizendo que apenas não negociariam com a Argentina. Está claro que a Espanha não pode ser dar ao luxo de cortar relações comerciais com o Brasil, por exemplo. Aliás, é provável que o governo espanhol também pense duas vezes antes de eliminar a Argentina de suas negociações.