segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Casais de turistas homossexuais casarão na Argentina na próxima quinta

Será a quarta edição do casamento coletivo de turistas gays em Buenos Aires. Mais de 50 casais homossexuais vão participar de uma cerimônia conjunta no Cartório Central, na próxima quinta-feira pela manhã. São brasileiros, uruguaios, peruanos e pessoas de diversas nacionalidades que não têm direito de casar legalmente em seus países com pessoas do mesmo sexo.

Graças à lei do casamento igualitário, aprovada ainda no primeiro mandato de Cristina Kirchner, essas pessoas poderão dizer que, de fato, são um casal reconhecido por uma Constituição – embora não seja a de seus respectivos países.

A Argentina é um dos únicos países – se não o único – que permitem o casamento de turistas gays. Com isso, Buenos Aires se torna um dos principais destinos do turismo homossexual. A cerimônia será organizada pela agência Easy Wedding, a primeira especializada nesse tipo de serviço no país.

“Nadie me había sacado nada y yo no le había sacado nada a nadie". Foi o que disse Cristina Kirchner no dia 21 de julho de 2010, quando assinou a lei que autorizava o casamento entre pessoas do mesmo sexo.