quarta-feira, 3 de abril de 2013

Paraguai: livro acusa presidenciável colorado de ligação com contrabando e tráfico de drogas

O jornalista César Chiqui Ávalor apresentou nesta semana, a 20 dias das eleições presidenciais no Paraguai, o polêmico livro “La outra cara de HC”, que denuncia a vinculação do candidato do Partido Colorado Horacio Cartes com lavagem de dinheiro, tráfico de drogas e contrabando.

Cartes lidera todas as pesquisas de intenções de voto para o pleito do dia 21 de abril e pode trazer os colorados novamente ao poder após o governo de Fernando Lugo, que acabou com 61 anos de hegemonia do partido conservador.

Segundo o autor, o livro apresenta documentos que estavam guardados há anos. Ávalos disse que antes de escrever o livro foi alertado por muitas pessoas sobre as consequências de se meter com um homem poderoso. Além dos documentos, o livro é baseado em depoimentos de jornalistas e reportagens de jornais brasileiros, além de fontes diplomáticas do Brasil e documentos do WikiLeaks.

O livro acusa Cartes de comprar fazendas, empresas vinícolas, um clube de futebol e, agora, o Partido Colorado. O jornalista diz que escolheu essa data para lançar a obra por que “seis meses antes da eleição não teria repercussão e seis meses depois, não serviria de nada”.