sexta-feira, 3 de maio de 2013

Lilian Soto, uma feminista para presidenta do Paraguai

Lilian Soto representou o movimento Kuña Pyrenda
A médica Lilian Soto, candidata à presidência do Paraguai pelo movimento Kuña Pyrenda, comandou uma chapa essencialmente feminina. E embasou na guerra da Tríplice Aliança o seu discurso de campanha: “A guerra acabou com a população masculina, e as mulheres reconstruíram o país. Sobre suas costas, mãos e ventres, se construiu o novo Paraguai”, diz.

Com experiência de quatro anos à frente da Secretaria das Funções Públicas durante o governo do ex-presidente Fernando Lugo, Lilian Soto faz questão de lembrar que a lista de candidatos aos cargos legislativos de seu movimento novato também tem homens, políticos identificados com o discurso do Kuña Pyrenda.