sábado, 18 de maio de 2013

Um mês de governo: 10 trapalhadas de Nicolás Maduro


Nicolás Maduro acaba de completar um mês como presidente da Venezuela e já está credenciado como um dos líderes mundiais que mais metem os pés pelas mãos. A superexposição do presidente em redes nacionais de rádio e televisão e os longos discursos de improviso ajudam a evidenciar o lado trapalhão do sucessor de Hugo Chávez. Selecionamos as 10 melhores bobagens do dito cujo:

1 - “Com cédula e tudo”
Em discurso transmitido pela VTV, a televisão estatal do país, Maduro disse que identificou 900 mil chavistas que não votaram nele nas eleições do dia 14 de abril. “São 900 mil compatriotas, 900 mil! Já temos, com cédula e tudo...”, disse. Veja o vídeo.

2 - Expulsão de militante
Durante uma assembleia com partidários, Maduro não entendeu quando as pessoas começaram a chiar porque o sistema de som não estava funcionando. O presidente fez uma confusão mental e acabou convidando o eleito a se retirar do local. “Você aí, careca, não quer que essa assembleia continue. Então pode sair daqui!”. Veja ovídeo.

3 - Maduro x Google
A agência oficial de notícias da Venezuela publicou uma nota criticando o Google por causa dos resultados de imagens quando o internauta busca pelo nome do presidente. Ocorre que, ao digitar “Nicolás Maduro” na busca, aparecem montagens do presidente com cabelo longo ou com o rosto mais rechonchudo. As imagens foram retiradas. Leia mais aqui.

4 - A falta de papel higiênico
Durante a ausência de Chávez e sua pré-campanha para as eleições presidenciais, Maduro tentou esconder a crise de abastecimento no país. Eleito, viajou em busca de ajuda para frear o desabastecimento. Recentemente, a crise chegou ao papel higiênico, o que fez muitos venezuelanos correrem para os supermercados para estocar o produto em casa. Saiba mais aqui.
  
5 - Chávez e o Papa
Depois da eleição do primeiro latino-americano como Papa, Nicolás Maduro – que nem cristão é – disse que Hugo Chávez fez lobby no céu para que o argentino Jorge Mario Bergoglio fosse eleito o novo pontífice. Leia mais aqui.

6 - O passarinho
Em uma tentativa de discurso emotivo durante a campanha eleitoral, Maduro relatou como foi o seu encontro com um passarinho que ele jura ser a reencarnação de Hugo Chávez. "De repente entrou um passarinho, pequenininho, e deu três voltas aqui em cima de mim", disse apontando para a própria cabeça. Veja o vídeoaqui.

7 – El baile de Nicolás
Durante a campanha, emocionado com o harlem shake, Maduro propôs uma nova dança inspirada nos discursos do opositor, Henrique Capriles, que só chama o presidente de Nicolás. “Então vamos inventar a dança de Nicolás. Quando eu contar até três, todos dançam a dança de Nicolás”, disse. Veja o vídeo.

8 – O apagão
Durante um pronunciamento que era transmitido ao vivo pela televisão, maduro foi interrompido por um dos muitos apagões que atingem a Venezuela. Veja o vídeo.

9 – “E agora, quem poderá nos defender?”
Em um comício, Maduro ficou com sorriso de orelha a orelha ao identificar um eleitor fantasiado como o personagem Chapolin Colorado. “Olha lá, o Chapolin Colorado! E agora, quem poderá nos defender!? Até o Chapolin entrou”, disse. Veja o vídeoaqui.

10 – Obama é diabo
Atacando o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, Maduro disse que o colega é o chefe dos diabos. "Estamos defendendo as instituições, a paz, a democracia, o povo da Venezuela (...) podemos nos sentar com qualquer um, até com o chefe maior dos diabos: Obama", disse. Saiba mais aqui.