quarta-feira, 5 de junho de 2013

10 coisas que você precisa saber sobre o projeto que vai legalizar a maconha no Uruguai

O partido Frente Amplio deu detalhes sobre a nova versão do projeto que legaliza a maconha no Uruguai. A proposta começará a ser debatida no mês que vem no Congresso uruguaio e deve ser aprovado, já que a base do governo é maioria tanto na Câmara quanto no Senado. 


Veja os principais pontos do projeto:


1) O Uruguai tem cerca de 25 mil consumidores diários de maconha (que chamarei carinhosamente de maconheiros);
2) Outros 75 mil usam irregularmente;
3) Essas pessoas poderão ter acesso à maconha de três formas: plantando, participando de associações para este fim ou comprando do governo;
4) Se optar pelo auto cultivo, cada maconheiro poderá ter até 6 pés de maconha em casa;
5) Se optar por associações, o maconheiro fará parte de uma espécie de clube que será responsável por plantar, produzir e distribuir a maconha entre seus sócios;
6) Se optar por comprar do governo, poderá adquirir o máximo de 40 gramas por mês;
7) O Centro de Farmácias, espécie de farmácia popular do Uruguai, será responsável pela venda da maconha;
8) Em todos os casos, o maconheiro terá que ser registrado no Instituto de Regulação e Controle da Cannabis;
9) Esse organismo será o responsável por dar licenças para essas associações de maconheiros;
10) O projeto também obriga o governo a promover uma campanha de educação e prevenção contra a maconha.