segunda-feira, 3 de junho de 2013

Mujica ganha quadro do Papa e brinca: "vou ter que fazer uma casa nova porque não tenho onde pendurá-lo"

Pepe Mujica abortou sua viagem internacional no meio por causa do cansaço. Depois de passar por China, Espanha e Vaticano, Pepe pediu água e volta para o Uruguai. Aos 78 anos, a viagem foi planejada para desgastar o menos possível a saúde do presidente. Uma médica o acompanhou.

Durante a gira, Mujica foi recebido pelo Papa Francisco no Vaticano num encontro cheio de particularidades. Primeiro, que Mujica é ateu e, mesmo assim, em sinal de educação e respeito ao encontrar com o Papa começou a se abaixar para prestar reverência, quando foi interrompido por Jorge Margio Bergoglio, que lhe deu um abraço apertado. Papas não abraçam.
Depois, os dois conversaram por 45 minutos, a mais longa reunião de Francisco com um presidente. Mujica foi pedir ajuda do Papa para mediar a paz na Colômbia.

Quando Pepe apresentava sua comitiva, mais uma situação curiosa. Mujica apresentou sua médica, que apertou a mão do Papa e ouviu um pedido: “cuida bem dele.”

Por fim, a situação engraçada. O Papa presenteou Mujica com um quadro. “Este quadro de uma das fontes do Vaticano, a Fonte de Santa Marta”, explicou Francisco. Mujica, entre risos, respondeu: “Bem... vou ter que fazer uma casa nova porque não tenho onde pendurá-lo.”