sexta-feira, 6 de março de 2015

Triplo empate na disputa presidencial na Argentina

Todas as pesquisas eleitorais feitas até na Argentina mostram posições diferentes, mas um mesmo cenário de indefinição entre os três principais candidatos à presidência. Na última semana, dois levantamentos foram divulgados. Em um deles, Scioli, provável candidato oficialista, lidera e Macri, candidato conservador do PRO, fica fora do segundo turno. No outro - vejam só! – Macri lidera e venceria os dois oponentes no segundo turno...

A pesquisa da empresa Hugo Haime & Asociados divulgada no dia 3 de março mostra o governador da província de Buenos Aires, Daniel Scioli, na liderança com 29 pontos. Sergio Massa, do Frente Renovador, está em segundo com 25 pontos. O prefeito de Buenos Aires e ex-presidente do Boca Juniors, Mauricio Macri, fica em terceiro, com 22 pontos.

Sergio Massa
Segundo o responsável pela pesquisa, Scioli venceria Macri e Massa em um eventual segundo turno. Hugo Haime, que explicou que as pesquisas são feitas presencialmente e por telefone, afirma que “os três estão parelhos, mas hoje seriam Scioli e Massa”. Sobre a imagem de Cristina Kirchner, Haime diz que ela sofreu queda de apenas um ponto após a morte do fiscal Nisman. “Esse ponto foi recuperado em fevereiro”, afirma.

Mauricio Macri
No dia 4 de março, um dia depois, uma nova pesquisa foi divulgada. “Pela primeira vez Macri ganha em todos os cenários”, alardeia a manchete. A pesquisa da empresa Raúl Aragón & Asociados mostra Macri com 23, Massa com 19 e Scioli com 13.

Segundo esse levantamento, o candidato conservador venceria em todos os cenários, incluindo as eleições primárias de agosto, a eleição geral de outubro e um eventual segundo turno. “O novo cenário coloca Madri decolando do triplo empate que predominava nas pesquisas até agora”, diz a reportagem.

Daniel Scioli
Apesar das pequenas diferenças, todas as pesquisas mostraram até agora que ninguém tem a mínima ideia de quem será o próximo presidente da Argentina.